segunda-feira , 19 de agosto de 2019
RADIO
ONLINE
Porta Voz Voz FM
MENU

Novidades

Município

ago 24, 2018

Levantamento mostra risco controlado de infestação de Aedes aegypti em Cianorte

Levantamento do Índice Rápido Aedes aegypti (LIRAa), divulgado nesta quarta-feira (22), pela Secretaria Municipal de Saúde, aponta que o risco de infestação do mosquitotransmissor da dengue, chikungunya e do vírus da zikaem Cianorteestá controlado. A pesquisa, realizada entre os dias 20 e 22 de agosto, em 1.541 imóveis, encontrou 08 focos do mosquito e resultou em um índice de 0,5%, número considerado inferior ao preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 1%.

O relatório mostra ainda, que o maior percentual de infestação foi registrado no Residencial Parque das Nações, alcançando 3,0%, duas vezes mais que o máximo admitido pela OMS, seguido pelo Jardim Atlântico, com 2,94%, Zona 03, nas proximidades da Paróquia São Vicente de Paulo, registrando 2,43%, Residencial Ipanema (1,58%), e Aquiles Cômar(1,40%)Com relação aos focos, o levantamento revelou ainda, que os pratinhos de plantas foram os locais em que mais larvas foram encontradas (50%), seguido por caixas d’água, ralos, pneus e garrafas pet, com 12,5% cada

“Com a proximidade do verão e as chuvas que ocorrem nesse período, as ações de prevenção por parte da população são imprescindíveis, evitando assim, que os números aumentem”, ressaltou a supervisora do Programa de Combate à Dengue da Prefeitura, Vera Fusisawa “Sem água não há mosquito, porém, com a ocorrência das chuvas, o perigo aumenta, e assim, contamos com a contribuição de todos para a eliminação dos focos”, finalizou.

Durante o mesmo período, foi realizado o Levantamento de Índice e Tratamento, em que todas as moradias são inspecionadas pelas equipes, tendo como alvo, os dois distritos, zona rural e a rodovia PR-323. Destes, Vidigal foi o que apresentou o maior número de focos (6), seguido por São Lourenço e PR-323 (4), Venda Maringá (3), e Estrada Apuí (2). “É necessário que cada cidadão crie o hábito de fiscalizar seus próprios imóveis e faça a sua parte, retirando todo e qualquer objeto ou material que venha a se tornar criadouro do mosquito”, destacou o prefeito Bongiorno.

 

fonte: noti-cia

COMPARTILHAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga a Rádio Porta Voz

Siga a Rádio Voz FM