quinta-feira , 20 de fevereiro de 2020
RADIO
ONLINE
Porta Voz
MENU

Novidades

Policial

jan 21, 2020

Justiça nega pedido de ONG para proibir rodeios na Expoingá

Uma associação de defesa dos animais teve negado na Justiça o pedido para a proibição de rodeios na Expoingá, feira agropecuária de Maringá, no norte do Paraná.

A ação foi apresentada pela ONG Anjos dos Animais em maio de 2013, e teve a sentença proferida no dia 16 de janeiro.

No processo, a entidade alegava que os animais eram submetidos a maus-tratos durante o evento, em razão do uso de cortas e esporas. Além de pedir o fim dos rodeios, a ONG buscava no processo a proibição de qualquer outra atividade na feira que envolvesse perseguição e derrubada de animais.

O juiz Frederico Mendes Júnior, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, citou, na sentença, que um veterinário acompanhou um dos rodeios da feira agropecuária e não encontrou irregularidades.

“Nos autos foi produzido laudo pericial assinado por médico veterinário, dando conta que toda a infraestrutura da Expoingá foi montada de forma a garantir a integridade física dos animais durante a chegada, acomodação e manejo, conforme determina a Lei”, diz trecho do documento.

Conforme o juiz, “o perito constatou que os apetrechos técnicos e o arreamento utilizados nos animais não causam ferimentos aos mesmos, e observam todas as regras internacionalmente aceitas”.

Ainda de acordo com a decisão, “os organizadores da Expoingá zelaram prioritariamente pelo bem-estar dos animais, os quais tiveram a integridade totalmente respeitada, em conformidade com a legislação vigente”.

A Expoingá 2020 será realizada entre 7 e 17 de maio. Segundo a organização, estão confirmados três dias de rodeios, entre os dias 15 e 17.

Segundo um dos advogados que defende a ONG, a entidade ainda deve discutir se vai recorrer da sentença.

 

fonte: dia a dia

COMPARTILHAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga a Rádio Porta Voz