quinta-feira , 8 de novembro de 2018
RADIO
ONLINE
Porta Voz Voz FM
MENU

Novidades

Policial

nov 08, 2018

Homem é preso ao espancar enteado de apenas um ano; criança teve traumatismo craniano

Um homem foi preso em flagrante por espancar o próprio enteado, de um ano e quatro meses, no último domingo (4), no bairro Barreirinha, em Curitiba. O menino foi encaminhado em estado grave para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico, com hematomas na cabeça, nos olhos e traumatismo craniano.

A situação foi registrada durante a manhã do último domingo, quando Deivid Schultz teria ficado sozinho com o enteado, Saymon, na casa em que morava com a namorada, Dayane Masicz. “Ele [Deivid] saiu de casa, foi até uma escada em que existe ali e jogou a criança no chão. Depois, pegou a criança de volta, foi descer em uma escada que é bastante perigosa e bateu com um brinquedo na cabeça da criança”, contou um vizinho, que testemunhou as agressões.

De acordo com o homem, a criança chorava muito e, aos berros, Deivid o obrigava a parar. “Ele gritou com a criança, que chorava muito. Ele em nenhum momento tentou acalmar, era só aos berros. A mãe neste momento não estava em casa, pelo que consta essa criança ficou sozinha com o padrasto”, relatou. Familiares e vizinhos interviram nas agressões, que estariam sido acobertadas pela mãe, e detiveram Deivid, que tentou fugir. O rapaz foi agredido pelos moradores até a chegada da polícia, que o prendeu em flagrante.

A avó paterna da criança, Valdete Ribeiro da Silva, explicou que conversou com a ex-nora após as agressões. “A mãe começou a falar que não sabia, que não tinha deixado com ele, mas sim com uma amiga… que ele mandou mensagem dizendo apenas que a criança tinha caído. Eu falei ‘não, isso daí não é queda’. Não é justo você espancar uma criança de um ano e quatro meses, um inocente”, disse. Bastante abalada, a avó afirmou que nunca imaginou que isso aconteceria na sua família. “Nem sei o que é dormir direito, não durmo pensando na dor que ele [Saymon] passou. O que vai ser daqui para a frente? Qualquer mãe, avó, que visse ele naquela situação… é muito doído. A gente nunca acha que isso vai acontecer com a família da gente”.

A criança foi socorrida e encaminhada para a UTI do Hospital Evangélico, onde segue internada e já sem risco de vida. Quando receber alta, Saymon será levado para um abrigo e, agora, a avó luta na Justiça para conseguir a guarda provisória do neto. “Não há condição nenhuma do Saymon voltar para o seio da família materna. O padrasto já é ex-condenado por roubo, e a mãe responde por tráfico de drogas. A gente espera que seja concedida essa antecipação de tutela de urgência para a gente conseguir dar a guarda provisório para a avó paterna”, disse o advogado da família, Walter Benigno dos Santos.

 

fonte: massa news

COMPARTILHAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga a Rádio Porta Voz

Notícias de agora

Siga a Rádio Voz FM