segunda-feira , 29 de outubro de 2018
RADIO
ONLINE
Porta Voz Voz FM
MENU

Novidades

Notícias de agora

set 14, 2018

Dia de Campo reúne 700 produtores rurais na região de Maringá

Cerca de 700 produtores rurais, da região de Maringá, participaram terça-feira (11) da 3ª edição do Dia do Campo no Centro Técnico de Irrigação, da Universidade Estadual de Maringá.

O evento foi promovido pelo Departamento de Agronomia e pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior em parceria com o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

As atividades tiveram como foco experimentos com hidroponia, compostagem, plantio direto de hortaliças, cultivo de flores comestíveis, tecnologia de aplicação de defensivos, irrigação, cultivo de pepino, cultivo de vagem, doença de tomateiro e produção em vasos.

Toda a produção de alimentos, feita durante o evento, foi doada ao Restaurante Universitário da Universidade, entidades beneficentes e asilos da região. Produtores de mais de 30 regiões participaram do Dia do Campo.

Segundo o professor Ademir Moribe, responsável pela função administrativa no projeto, o evento auxilia os agricultores a compreender as novas tecnologias do campo de uma maneira prática e direta. “As pesquisas desenvolvidas pelos professores, alunos e voluntários são apresentadas às comunidades rurais que aplicam os estudos na prática”.

Desde 2016, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 1,5 milhão no Programa de Apoio ao Pequeno Produtor Rural de Horticultura. Com o investimento, foram promovidas três edições do “Dia do Campo” na cidade de Maringá, duas em Umuarama, duas em Santa Isabel do Ivaí, além do Simpósio Sul-Brasileiro de Olericultura.

Foram 400 atendimentos (classificados como clínicas) a produtores locais pelo departamento de Agronomia em cidades como Umuarama, Santa Isabel do Ivaí, Marialva, Cianorte, Rondon, Nova Esperança, Colorado e Maringá.

Para o pesquisador José Usan Torres Brandão, o projeto une ensino, pesquisa, extensão e tem efeitos diretos na renda dos produtores. “O projeto mostra que é possível produzir alimentos de forma econômica e sustentável. Temos condição, apesar das adversidades presentes no solo da região, de mostrar ao produtor a viabilidade e a aplicação dos nossos estudos”.

O Programa forneceu atendimento em clínicas para identificar pragas, fungos e bactérias nas culturas de horticultura e fruticultura e a criação de hortas comunitárias nos municípios de Cianorte, Umuarama, São Tomé e Peabiru. O projeto também resultou em livro que será publicado no mês de outubro com a participação de professores e pesquisadores sobre os principais experimentos realizados pelo projeto. A obra servirá como legado e referência bibliográfica para técnicos e produtores.

O produtor de soja e trigo Cristian Suzuki, da cidade de Marialva, participou pela terceira vez do Dia do Campo e afirma que as experiências profissionalizaram sua produção. “No evento aprendemos a maneira correta e o benefício é direto na produção. Conciliamos a teoria com a prática e os efeitos são imediatos”.

Participaram do evento o diretor-geral da Secretaria, Aroldo Messias Junior; o coordenador-geral da Unidade Gestora Fundo Paraná, Luiz Cezar Kawano; e a coordenadora de projetos, Elenir dos Santos Silva.

HORTICULTURA NO PARANÁ

Visando estimular a olericultura e fomentar a economia na região Noroeste, o grupo de Estudos Avançados em Horticultura da UEM criou, em 2016, o Programa de Apoio ao Pequeno Produtor Rural de Horticultura.

Através do programa, professores, alunos e engenheiros agrônomos desenvolvem pesquisas e analisam pragas, doenças e ameaças às hortaliças, auxiliando os pequenos produtores.

Segundo avaliação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a produção de hortaliças, se comparada com outras culturas, gera mais lucro por hectare cultivado. Anualmente esse mercado movimenta em todo país R$ 33,3 bilhões, com um volume de produção de 63 milhões de toneladas, em uma área cultivada de 837 mil hectares.

A horticultura também está difundida em todo o Estado do Paraná, ganhando destaque na região Sul com 62% de área plantada; Norte com 28%; Oeste/Sudeste com 8%, e Noroeste com 2%.

O Valor Bruto da Produção de hortaliças representa 4,5% da produção agrícola total do Estado e, ao todo, 212 municípios utilizam a horticultura em escala comercial.

 

fonte: folha de Cianorte

COMPARTILHAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga a Rádio Porta Voz

Siga a Rádio Voz FM