sábado , 22 de setembro de 2018
RADIO
ONLINE
Porta Voz Voz FM
MENU

Novidades

Notícias de agora

jul 11, 2018

Assunto: Fernando Francischini e Ratinho Jr. estariam bem perto de fechar uma chapa para a eleição.

Casório à direta
Fernando Francischini e Ratinho Jr. estariam bem perto de fechar uma chapa para a eleição. Os dois jogam juntos desde 2012, quando Ratinho, disputando a prefeitura, botou o delegado na tevê, anunciando que ele seria o responsável pela segurança em Curitiba. Na época, não funcionou…

Bolsonaro na parada
O PSD de Ratinho e o PSL de Francischini marcaram suas convenções para o mesmo dia, 21 de julho. “O casamento está próximo”, diz um dos padrinhos. Claro que isso implicaria apoio de Jair Bolsonaro ao filho de Ratinho – um apoio a essas alturas nada desprezível, mas que também traz grande rejeição.

Estava errado
Aliás, o blog cometeu uma injustiça com o deputado Francischini. Afirmou que Leandre, do PV, era a paranaense mais bem votada na premiação do Congresso em Foco para escolher o melhor deputado do país. Não é. Leandre está na 16.ª posição segundo a última parcial. Francischini está em quarto.

Tchutchuca
Líder do PSD de Ratinho na Assembleia, Marcio Nunes foi duro com quaisquer possíveis desertores. Disse que quem retirasse a assinatura da emenda que aumentava a reposição dos servidores era “tchutchuca do governo”.

Leia mais: Rumo à eleição: hora de comer pastel na feira; políticos paranaenses querem prêmio

Bate-boca
Outro exemplo do clima na Assembleia. Nereu Moura disse da tribuna que “só um ou dois deputados” decidiam para onde vai o dinheiro do orçamento que o Legislativo devolve anualmente ao Executivo. Traiano interrompeu e disse que ou ele dizia quem estava supostamente se beneficiando ou ia ao conselho de ética contra o deputado. Nereu não disse e Traiano recuou.

Debate
Está marcado o primeiro debate televisivo entre os candidatos ao governo do Paraná. A Band agendou o encontro para 16 de agosto, às 22 horas.

Perdeu
Quem saiu com a imagem arranhada da malfadada negociação salarial com o funcionalismo foi o ex-ministro Ricardo Barros. Dado como maior articulador político do estado, Barros comandou o processo e acabou levando uma traulitada do grupo de Ratinho.

fonte: acessoria Fernando Francischini

COMPARTILHAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga a Rádio Porta Voz

Siga a Rádio Voz FM