sexta-feira , 26 de novembro de 2021
RADIO
ONLINE
Porta Voz
MENU

Novidades

Esporte

abr 26, 2020

Andrés pede que Pato não guarde mágoas do Corinthians, e atacante diz: “Fala coisa que não é verdade”

Andrés Sanchez afirmou neste fim de semana que Alexandre Pato será sempre bem-vindo no ambiente corintiano e que não gostaria que o atacante, hoje no São Paulo, guardasse mágoa do Corinthians pela passagem fracassada que teve no Timão.

A declaração do presidente foi dada no programa “Aqui com Benja”, do canal Fox Sports, e gravada em vídeo que foi exibido em entrevista do jogador de 30 anos.

– É uma pessoa especial, grande amigo e grande jogador do futebol brasileiro. Peço para não ficar com mágoa do Corinthians, que é um time grande, um time querido. Se ele não deu certo, ele teve os problemas dele, teve os problemas do Corinthians, mas ele é uma pessoa sempre muito bem-vinda.Contratado por R$ 40 milhões na virada de 2012 para 2013 como uma aposta para ser a grande estrela de um time campeão mundial, o atacante jogou por pouco mais de uma temporada no Timão, participou dos títulos da Recopa e do Paulistão de 2013, mas ficou marcado por um pênalti com cavadinha perdido na eliminação da Copa do Brasil daquele ano, diante do Grêmio.

No início de 2014, foi envolvido em troca com Jadson, do São Paulo. Proibido de atuar contra o Timão enquanto durou seu contrato de empréstimo, sempre teve seu nome envolvido em ironias por parte dos dirigentes corintianos. Em julho de 2016, foi vendido ao Villarreal, da Espanha.Em resposta, Pato disse que Andrés “fala muita coisa que não é verdade”.

– Que figura. Andrés. Conheci ele no Corinthians. Às vezes ele fala muita coisa que não é verdade, fala muito por ser esse cara que gosta de ter atenção nele. Não tenho nenhum problema com o Corinthians. Foi através deles que tive o prazer de jogar no São Paulo, foi aí que encontrei meus colegas, foi aí que encontrei um clube muito legal, muito bacana, jogadores que me ajudaram bastante. Mas não tenho nada. Desejo a ele sucesso, que ele faça a caminhada dele, e eu faço a minha que eu estou fazendo muito feliz no São Paulo – disse o jogador.

Com 62 jogos e sete gols pelo Timão, Pato revelou que, em 2014, foi impedido pelos funcionários do CT a se despedir do elenco corintiano.

– Quando estava rolando a troca minha com o Jadson, fui lá (no Corinthians) e os jogadores estavam tendo uma reunião antes de jogo. Não me lembro com quem falei, mas eu disse que esperaria os jogadores saírem para dar tchau. Falaram que eu não podia, que eu tinha de ir embora. Eu perguntei: “Por que isso? ” Eu só queria dar tchau. Fiquei e dei tchau para todo mundo. Isso que aconteceu.O atacante lembrou ainda do episódio do pênalti perdido contra o goleiro Dida, do Grêmio, na eliminação da Copa do Brasil de 2013. Ele nega que jogadores tenham tentado agredi-lo.

– Estava todo mundo triste no vestiário e não vi ninguém. Todo mundo estava triste e bravo, mas ninguém tentou partir para cima. Aproveitam o momento para falar, mas não aconteceu nada. Fiquei muito triste, mas entendi. Que alguém partiu para cima, é tudo mentira – garantiu Pato, que ainda disse:

– O que penso hoje é no São Paulo, minha vida é o São Paulo.

COMPARTILHAR

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga a Rádio Porta Voz